Metodologias Ativas – Parte 1

 

ma1

  1. Introdução

As gerações de jovens que hoje frequentam a Universidade são conhecidas como  geração Y e  geração Z. A geração Y é formada por pessoas que nasceram após a década de 80, e, consequentemente, vivenciaram todos os avanços da Internet e as transformações políticas, sociais e econômicas delas advindas.

A geração Z, que também é um conceito sociológico, agrega as pessoas que nasceram a partir da década de 90 e que, com muito mais frequência,  são encontradas hoje em nossas Universidades.

Todo o aparato tecnológico que povoa o universo dessas gerações faz com que o professor repense a sua práxis educativa. A relação professor x aluno configurada em falar x ouvir não tem mais sentido para essas gerações. É necessário atualizar a metodologia utilizada, as relações, as práticas, enfim, é necessário pensar no processo ensino aprendizagem de maneira mais colaborativa e motivadora, onde o aluno é o centro desse processo.

Para isto, o professor pode lançar mão das Metodologias Ativas de aprendizagem (MA).

  1. Metodologias Ativas (MA)

“São processos interativos de conhecimento, análise, estudos, pesquisas e decisões individuais ou coletivas, com a finalidade de encontrar soluções para um problema.” (BASTOS, 2006).

 

Metodologias Ativas baseiam-se em formas de desenvolver o processo de aprender, utilizando experiências reais ou simuladas, visando  condições de solucionar, com sucesso, desafios advindos das atividades essenciais da prática social, em diferentes contextos (BERBEL, 2011).

 

Metodologias Ativas são propostas que estimulam o processo ensino aprendizagem por meio da participação ativa do aluno e comprometimento do mesmo com o processo.

 

2.1 Características

As Metodologias Ativas possuem  as seguintes características:

  • Centradas no aluno;
  • Envolvem métodos e técnicas que estimulam a interação aluno x  professor, aluno x aluno e aluno x material didático e outros recursos de aprendizagem.
  • Opõem-se a métodos e técnicas que enfatizam a transmissão do conhecimento.
  • Têm como bases teóricas:
    • Sócio construtivismo;
    • Psicologia cognitiva;
    • Teoria cognitiva social;
    • Aprendizagem baseada na reflexão;
  • Aprendizagem colaborativa e significativa;
  • Reflexão crítica sobre a experiência;
  • Maior apropriação e divisão das responsabilidades no processo de ensino-aprendizagem;
  • Desenvolvimento de capacidade para autoaprendizagem;
  • Favorece uma maior retenção do conhecimento;
  • Produz melhoria  no relacionamento interpessoal..

 

2.2 Por que e para que  Metodologias Ativas?

Como as Metodologias Ativas são estratégias de ensino que pretendem permitir assimilação de maior volume de conteúdo, proporcionar aprendizagem significativa,  implicando em alunos mais seguros e confiantes na aplicação do conhecimento, requerem  uma alteração nas características do professor que se resumem em:

 

Professor no Ensino Tradicional Professor no uso de Metodologias ativas
Transmissor do conhecimento e centro do processo Orientador, tutor;  conduz à aprendizagem
Trabalho individual Trabalho em equipe
Conteúdos organizados em aulas expositivas Curso organizado em situações  reais
Trabalho individual por disciplina Estímulo ao trabalho interdisciplinar

 

 

As Metodologias Ativas alteram, também, a postura do aluno que agora é o centro do processo e corresponsável pela sua aprendizagem, como resumido a seguir.

 

Aluno no Ensino
Tradicional
Aluno no uso de
Metodologias Ativas
Receptor passivo
da informação
Valoriza conhecimento prévio
Participa isoladamente
do processo
Interação aluno x aluno,
aluno x professor,
aluno x materiais didáticos
Transcreve, memoriza,
repete, faz avaliações
Constrói conhecimentos,
questiona e equaciona problemas
Aprendizagem Individualista
/competitiva
Aprendizagem  em ambiente
colaborativo
Avaliação em conteúdos
limitados
Análise e solução de
problemas em um contexto
Avaliação pelo professor Aluno + grupo avalia
contribuições

 

2.3 Tipos

São exemplos de Metodologias Ativas:

  1. A aprendizagem baseada na reflexão sobre a experiência (Kolb)
  2. PBL – Problem Based Learning (Aprendizagem Baseada em Problemas)
  3. TBL – Team Based Learning (Aprendizagem baseada em Times)
  4. Peer Instruction ( Instrução aos pares)
  5. PBL –Project Based Learning (Aprendizagem Baseada em Projetos)
  6. Seminários
  7. Trabalhos de investigação e pesquisa
  8. Estudo de casos
  9. Tempestade cerebral (Brainstorming)

 

Em uma próxima oportunidade, serão apresentadas e discutidas  algumas Metodologias Ativas.

 

About Marly Moreira Dias

Mestre em Educação pela UNIFENAS (1999); especialista em Computação pela UFMG; especialista em Design Instrucional pela UNIFEI. Coordenadora do Núcleo de Educação a Distância da Unifenas e consultora para uso do blended learning em diferentes áreas do ensino, principalmente na área Médica.

One thought on “Metodologias Ativas – Parte 1

  1. heeled shoes disse:

    I do consider all the ideas you’ve introduced for
    your post. They’re really convincing and will certainly work.
    Nonetheless, the posts are very short for newbies. May you please prolong them a bit from next time?
    Thanks for the post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *